Marco Polo: cuidado, acolhimento, inclusão

10 de dezembro de 2018

Você já viu que os substantivos acima estão impressos na entrada no Colégio, firmando o compromisso destes na filosofia Marco Polo? Mas, afinal, quais são seus significados?

Vamos responder pedindo licença ao dicionário; aqui, os significados são definidos pelos pais. Há três anos, quando iniciamos a coleta de alguns depoimentos para entender quais as competências eram percebidas, as palavras CUIDADO, ACOLHIMENTO e INCLUSÃO eram as mais citadas. Falas como – “decidimos pelo Marco Polo porque neste colégio meu filho é acolhido“, -“o tamanho do colégio e a atenção das professoras me deixa tranquila em relação ao cuidado da minha filha“, -“meu filho precisa de (um trabalho) inclusão e aqui sei que vocês dão muita atenção a isso .” –  ajudaram a fazer o exercício de olhar o colégio pelos olhos de quem nos confia seus filhos.

Os atuais depoimentos e as recorrentes conversas informais nas  rematrículas e nos comentários do Facebook reafirmam a vocação do Colégio em ser um espaço dedicado ao SER humano. É no momento da escuta de uma questão particular, no tempo a mais que os porteiros ajudam a cuidar das crianças até a chegada da carona, no espaço de convivência da cantina aberto aos pais, na colheita da horta enviada às famílias… Aí reside uma parte destes substantivos.

Agora é nossa vez de agradecer pela confiança dos pais, sem a qual é impossível chegar tão próximos dos seus filhos e de suas famílias. É com esse  simbólico aperto de mãos que consolidamos o espírito escolar. Sabemos que cuidar, acolher e incluir são esforços diários, são maiores e portanto mais delicados que cimento e tijolos que “não substituem o capital humano”, como nos dito na mensagem de uma mãe, recebida com muita honra pela equipe. Esperamos entender ainda melhor os caminhos a percorrer na busca do conforto de todos.

O pedido para 2019 é que mantenhamos o nosso propósito e a essência; que sejamos capazes de nos desenvolver e evoluir a cada novo dia; que consigamos olhar para cada um individualmente respeitando todas as diferenças; que continuemos de mãos dadas construindo o nosso mundo. Vem, 2019! Estamos ansiosos.